domingo, 14 de março de 2010

que confusao esta de amar!

Domingo de tarde, em casa... um sol a fazer relembrar-nos que estamos a caminho da primavera, e o meu coração na mesma. Sinto-me dividida! aqui a musica de Marco Paulo, " eu tenho dois amores" faz todo o sentido na minha cabeça. Mas nao deveria estar assim... Agora estando em casa dos meus pais, nao dividindo o mesmo tecto com o Miguel, pensei que seria mais facil poder me decidir. Decidir o que quero para mim, pelo o qual devo lutar e desejar, mas nao... continuo um barco a deriva, ainda sem rumo. Sinto que o meu coração se sente divido. As ultimas vezes que estive com o Miguel acabaram em discussão... porquê? decidimos que o melhor era ficar uns tempos sem nos vermos... isto na quinta. Mas sabado ligou-me... ligou-me porque nao lhe apetecia sair, nem ir para a noite. Queria simplesmente alguem para passar o tempo e quem sabe muito mais? ou simplesmente saudade? Sinto que ele simplesmente liga quando está sozinho ou sem nada para fazer... e porque quando está com os amigos nao liga? nem uma mensagem? nem um oi? ele diz que quando está acompanhado é mais " suportavel" a saudade e que consegue desligar-se do que se passa... Será? fico na duvida.
Sabem o que me´facilitava a vida?? era as coisas com o Filipe serem bem mais faceis e tudo fosse bem melhor do que tem sido. Não será possivel fazer um prototipo de pessoa, com as melhores coisas do Filipe e as melhores do Miguel?? eu nao me importaria!!! mas infelizmente nao dá.. Em toda a minha vida, tive sempre a necessidade de encontrar no homem, protecção, carinho e principalmente amor... Tudo porque nao tive um pai à altura. E por isso tenho a necessidade de encontrar isso tudo num homem. Com o Miguel o sexo é fantastico.. vou as alturas! Com o Filipe nao... nem longe nem de perto, mas com ele encontro todos os dias a proteccao e o carinho que sempre procurei. Faz-me sentir especial, faz-me sentir que sou capaz de tudo. Com o Miguel, nao... Gostaria muito de poder chegar aqui, ao fim deste tempo todo e dizer que finalmente já escolhi o meu caminho... Nao, ainda nao o tracei... tenho demasiadas objeccções para cada caminho.. cada caminho faz-me sentir esperança no futuro que está ai à porta como também me deixa recepectiva. Como gostaria de poder chegar aqui e dizer que tudo isto já foi resolvido, e que estou preparada para ser FELIZ. Como gostaria de ter algo para advinhar o futuro. Mas temos de ser nós a talhar o nosso futuro..
Enfim... à espera de melhores dias!

5 comentários:

Refúgios disse...

E será que não tas a ver no Filipe uma paixão? Um começar simples da relação? Lembra-te que o inicio da paixão é tudo fantástico e simples. E eles fazem tudo por nós, porque é a descoberta, é a fantasia de ter alguém que sonhamos ao nosso lado. Só desejo que esses dias de duvidas acabem… Tb estou com muitas duvidas, e tudo no final do relacionamento… sei que existe amor, mas os 5 anos de relacionamento chegaram a uma fase que não sabemos bem o que é… Bjinho

^^ disse...

Conheço perfeitamente o que sente. Passei pelo mesmo, pelas mesmas duvidas, pelos mesmos receios.
Até que um dia tive uma lição de vida que me fez realmente pensar na pessoa que queria ao meu lado. O carinho, amor, protecção? Ou o desejo desenfreado e loucuras vividas com outra pessoa.
Foi junto a uma cama do hospital, na recta final de alguém que me é muito querido que decidi.

Só levamos o amor de quem deixamos para trás. E foi pelo amor que alguém tem por mim que escolhi..

Gnosis disse...

...Miguel= igual a Deus...(símbolo de poder)
Filipe= encantador de cavalos...( símbolo de doçura)

estas são as origens dos nomes...


quanto à tua escolha...pensa no que melhor te poderá fazer!

abraço


Abraço

Mary Jane disse...

Compreendo, nem sempre se pode ter o "doce tesão" na mesma pessoa...

Melhores dias virão.... as chuvas passam e o sol vai brilhar "aclarando" as tuas ideias...

Beijos e Bom Fim-de-semana

Kaliente disse...

Ola borboleta...
Ja a algum tempo que sigo o teu blog, sempre com muita expectativa, dai ser um um pouco conhecedor da historia do Miguel...
Bem, na minha maneira de ver, ate nunca se deve pensar com a cabeça de baixo (pelo menos isso é o dizem aos homens sempre, face a sua suposta dependencia do sexo) , penso que tens fazer uma analise a ti propria e avaliar essencialmente duas coisas: o teu amor pelo Miguel suporta tudo? Ves um futuro com o Miguel?
Essas respostas dar-te-ao tudo que necessitas para seguires com a vida para a frente