domingo, 17 de janeiro de 2010

Saudável?


Fim de semana só para mim. Primeiro fds que passo este ano sem ter o Miguel aqui ao meu lado a chatear..;) teve de ir trabalhar, a uma cidade o que lhe valeu a um fds ao norte. Para mim, foi sem duvida bom. Gosto desta sensação de acordar quando quero sem ter de me preocupar com ninguém, com almoço ou jantar, sem horários fixados por ninguém, conclusão fazer o que me vai na real gana sem ter de esperar que outra pessoa diga sim ou não. Se quero ficar o dia todo de pijama e ver filmes atrás de filmes, vejo. Se quiser ver as minhas series preferidas, vejo. Tenho o poder total do controlo da tv.Se me apetecer ficar por casa da minha mãe fico. Sou eu que estabeleço os meus horários e o que quero fazer.

Gosto de poder ter esta sensação de liberdade, apesar de ser poucas vezes, pois a desconfiança constante do Miguel, faz com ele não aceite mais trabalhos fora, apesar de ganhar bem com isso. Ainda hoje estava a falar disso com a minha mãe. Sensação de liberdade. De poder fazer o que me apetecer. Sou sincera por vezes tenho de ocultar certas coisas porque sei que ele não gosta ou porque irei levar com uma missa cantada, que não tenho paciência para aturar. Tenho de andar sempre com o meu telemóvel, porque sei que ele anda sempre a ver. E isso irrita-me. Detesto que mexam nas minhas coisas. Pergunto-me se o melhor da nossa relação não seria cada uma viver no seu canto. Mas ai vocês perguntam: E porque não? E a resposta é simples: Não. Pois o Miguel é demasiado orgulhoso e nunca aceitaria que a nossa relação desse quatro passos atrás para podermos evoluir. Para ele, como ele costuma dizer: " Mal saias daquela porta para fora nunca mais entras, sais de vez". O que posso eu fazer com isto? Ficar na mesma...
Ultimamente a desconfiança dele tem sido demais. Depois o pessimismo constante dele, irrita-me. Uma pessoa quer que as coisas evoluam mas não há maneira. Já não sei se é por ele ser depressivo, ou se sou que o ponho assim. As vezes chego a casa, já ele está com uma cara que até mete medo. Depois nunca sei se fui eu que fiz merda ou não.
Pensa sempre que estou com outra pessoa ou que estou a fazer algo que não deva. E sinceramente isso tem dado cabo de mim. Neste tempo que estou sozinha, pondero muitas vezes se o melhor não é mesmo sair disto. Não acho que isto seja uma relação saudável. Mas pergunto-me a mim mesma: Haverá relações saudáveis???? é que de todos os casais que conheço, uns com mais idade outros menos, não conheço ninguém que diga que seja um modelo a seguir. Algo a que me posso agarrar e dar-me esperança para continuar. Mas não tenho. Mas existe? ou tudo na passa desta minha cabeça com sonhos românticos. E vocês? que tipo de relação é a vossa?

11 comentários:

Lebasiana disse...

bem... a minha resposta à tua pergunta está no meu blog... lol... no post de ontem! que coincidência! vai lá ler... e acredita!

jocas... muitas!

Pensamentos Intimos disse...

És uma mulher como há poucas... Mas tenta fazê-lo perceber que está errado e tem que te dar o valor que mereces... Embora na minha opinião não haja relações 100% saudáveis o ciume é sem sombra de duvida letal por exaustão! Eu sei do que falo!

Beijinho

Anônimo disse...

Bom,
Vamos aos factos:
Ele apanhou msgs no teu telemovel, como tu propria relataste, comprometedoras.
Tiveste uma "flirt" com um colega de trabalho teu.
Não achas que a desconfiança dele, ainda por cima se ele já é desconfiado por natureza, seja normal?
Eu não estou a julgar ninguem, estou a ser só frio e o mais objectivo possivel, pois no final (ou na contnuidade ou o que tiver de ser) é só isso que vai contar. Claro que tu tens uma visão muito propria da situação, mas põe-te no lugar dele.
Se realmente queres viver a tua vida com uma "liberdade" que tu constrois no teu pensamento ou mesmo tens como um ideal, parece-me que está na hora de dares o salto e seguires noutra direcção.
Não há necessidade de tu viveres condicionada nem necessidade de ele viver assim. Julgo, mas quem sou eu, que está na hora de fazeres uma introspecção concreta da situação, seres honesta contigo própria e avancares. lembra-te que o tempo não passa e não é nada perdulário connosco, deixando marcas!
A vida é mesmo assim e põe-nos sempre perante estes paradoxos.
Boa sorte!

rui.oraculo50@gmail.com

MalucaResponsavel disse...

acho que deves aproveitar esses momentos a sós e reflectir... reflectir mesmo. isto é a tua vida. tens de a viver, não de assistir... bj

Guerreira disse...

Sabe sempre bem, acordar a qualquer hora, sem ter que fazer o almoço para alguém, saltar da cama para o sofá, enrolada no cobertor fofinho, ao lado da lareira a ver filmes, é maravilhoso...!
Eu poderia-te dizer que nã existem relações de modelo a seguir mas existem, nunca 100% perfeitas, pk isso não existe, tenho alguns exemplos perto de mim, um dele é um casal com quem costumo conviver de 45anos +/- casados à 20 anitos +/- teem uma relação unica, uma relação que parece que ainda está naqueles fogazes meses iniciais de namoro, por isso temos que ter sempre esperança, como é óbvio esse casal, já se xatearam, já tiveram as suas discordas, mas são duas pessoas que sabem muito bem ultrapassar as coisas!
Em relação ao teu relacionamento não posso opinar mt pk estou de fora, mas pelo pouco que já me apercebi, ele é um bocado obcecado, os ciumes fazem bem num relacionamento, mas é quando são saudáveis!!
Cuida-te.

Pekenina disse...

Não opino sobre as relações dos outros. Apenas era incapaz de manter uma relação onde não pudesse ter o meu espaço e onde reinasse a desconfiança...
Grande beijinho de força e que tudo corra pelo melhor :)

Ysl disse...

Pensa no que é melhor para ti e age.
Beijos

Lobo Urbano disse...

O Miguel faz-me recordar alguem, creio que uma pequena ajuda vai resultar em pleno. Tenta encontrar um bom psicologo. Comigo resultou...Ooopss, já me desbronquei.
Bjs Uivantes

Refúgios disse...

Em todas as relações há altos e baixos, discussões e fases e tudo isto pode afectar ou unir mais o casal.
Mas tu própria tens que saber o que queres e pensar se a relação vale a pena... Força para essas reflexões ;)
Bjinho

Suspeita disse...

Não te conheço, mas pelo que li num dos comentários aqui deixados, já houve situações em que a menina meteu o pé fora da argola, certo?! ;) Logo, será natural a desconfiança dele ... Eu, no seu lugar, possivelmente, faria igual.

Mas, também considero que uma relação assim não é muito equilibrada. Se te sentes bem e livre quendo ele não está, é porque as coisas com ele têm que ser repensadas... Manter uma relação por manter não será o mais indicado...

Nélia disse...

Tropecei neste blog e este texto prendeu-me porque percebo muito bem alguns factos que são relatados. Um amigo meu um dia disse-me: "pega em tudo de bom que ele tem e pensa se isso chega para seres feliz para o resto da vida. Tenta imaginar como será daqui a 30 anos a vida com essa pessoa...é isso que queres?" Por vezes os pequenos defeitos, manias, feitios que consieramos que o amor ultrapassa tudo...pura ilusão. Quando damos pro isso estamos presas a uma relação que pura e simplemente se tornou viciosa. Por vezes ser amado não chega. Certos tipo de amor não são saudaveis.
Mudar é sofrer. Mas sair da nossa zona de conforto, sofrer para mais tarde ser mais feliz...pode valer a pena.