quinta-feira, 30 de agosto de 2007

Que relação é esta?

Pensava eu que as coisas estavam a resolverem-se mas afinal as coisas só pioraram!! Ontem foi mesmo para esquecer...

Às vezes, penso que se existe amor, então as coisas podem funcionar! Existe outras vezes, que penso que mesmo aja amor, um relação pode não dar... Mas será que a minha relação com o Miguel está destinada ao fracasso? Ele próprio ontem disse que assim não dava! Acabou de jantar e saiu de casa... só voltou depois da meia-noite e ainda por cima nem dormiu na cama... decidiu ficar pelo sofá!De manhã, quis falar com ele e a resposta dele foi: "não quero falar, estou muito triste contigo!" O problema disto tudo, é que para ele eu sou a culpada de tudo, sou eu que pifou, sou SEMPRE EU A CULPADA! Antes de isto tudo acontecer até tínhamos feito amor e tudo, parecia estar tudo bem, achava eu, mas bastou eu pedir-lhe ajuda para irmos fazer o jantar, ele que já estava agarrado à tv ou a jogar playstation, disse logo que teve um dia cheio de trabalho e porque não seria eu a fazê-lo? pronto foi motivo para discussão! Mas, porra, eu também trabalhei, eu também tive o dia fora de casa, e tambem chego a casa cansada! Mas vamos ver este fds que ele está de folga e eu vou estar com turnos, como vai ficar a casa, acreditem que nem vou chatear a arrumar alguma coisa!! Confesso que eu tenho a mania das limpezas, que gosto de ver tudo no sitio, mas fico danada quando ele tira uma coisa do sitio e não a volta a pôr no sitio! Parece que tem de ser eu a arrumar tudo e limpar aquilo que ele suja! Detesto que ele me diga que só ajuda... As tarefas têm de ser divididas! Porque parece que tem de ser eu a ter a arrumar tudo e ele simplesmente ajuda!!Não concordo! Se há amor porque as discussões teimam em reaparecer? Gostava de saber... passou o dia sem me dizer nada, nem sei como vai ser hoje lá por casa! Pergunto-me muitas vezes se é isto que eu quero... se quero este tipo de discussões!! Não sei...


Deixo-vos uma questão: Não será o AMOR suficiente para que uma relação resulte?


P.S: Desculpem se volto a chatear-vos com este tema....mas nem tesão tenho com estas merdas!! Preciso de colinho... desculpem mais uma vez!

Beijinhos

35 comentários:

bbastos20 disse...

Olá... desculpa a intromissão, não costumo deixar comentários mas o teu texto, a ser real (como acredito que seja), obriga-me a dizer qualquer coisa.
A resposta à tua pergunta é "NÃO"! Amor não chega! É preciso que tu sejas menos exigente e que ele ajude mais. Assim tipo saiam dos extremos e encontrem-se no meio sabes? Acho que nem o mais complexo microchip é mais complicado do que as relações humanas, e como tal é preciso querer muito que elas valham a pena. Algumas experiências a realizar:
E pergunto eu: quando alguém acha que o outro deve assumir toda a responsabilidade dos "trabalhos" do lar, isso é amor???
Desculpa mais uma vez a intromissão, apeteceu-me meter o bedelho. Conversem!
Boa sorte!

Pestinha disse...

O amor é fudido. Nem sempre os homens conseguem ser aquilo que as mulheres o desejam. Tocas num assunto que é dos primordios da nossa sociedade em rebater os homens para a cadeira dos que não fazem nada em casa. Uns nada fazem mesmo, outros ajudam ( menos mal para elas, mas não satisfaz ) e outros fazem tudo ( raros mas existem ) e elas passeiam. O sexo não é a forma de voces resolverem as coisas em casa. Podem fuder muito bem os dois, mas existe numa relação muito mais do que isso. O meu conselho é o seguinte: Vai com calma... tenta que ele seja aquilo que tu gostarias, mas sem ser à base da discussão. Já vi que gostas bastante dele, por isso luta por ele, luta pelas tuas convicções, mas nunca que rebaixes completamente ao homem, senão estás fudida.

Fica bem

Bjs

Crestfallen disse...

O amor não é o suficiente e quem acredita que é na minha opinião é parvo porque quer e tem de sofrer mais um pouco até aprender.

O amor supera todas as barreiras menos uma. A falta de diálogo. Sem haver diálogo o amor morre e nada o irá salvar.

Pareço péssimista? Não , simplesmente falo de forma livre sem ter a visão toldada por amor.

Lógimante a tua relação está má. Não é preciso um génio para ver isso. O teu homem foge à conversa, ao fugir não está a ser honesto. Existem imensos motivos pelo quais os homens fogem ao diálogo eu sei, como homem. Mas não vou espécular.

No entanto, se ele não ajuda, é porque foi mal habituado.

No entanto o único porblema real que te impede de perceber é a falta de diálogo. Ele foge à conversa e para ser sincero, tu deixas que ele fuja...

Revoltoso disse...

Pequena, não é necessário pedires desculpa. É normal que precises de apoio dos teus leitores, por isso por minha parte tens o colinho sempre que precisares. Numa relação não é só dar beijos, passear e ter sexo de vez em quando.

Numa relação tem de haver: confiança, compromisso sério e ajuda de ambos. A atitude dele não é a mais correcta, é de uma irresponsabilidade vens cansada do trabalho e pediste ajuda para fazer o jantar, o que ele fez? Jogar playstation. Isso é de uma imaturidade que não cabe na cabeça de ninguém. Agora neste momento tens que reflectir, será que vale a pena a minha relação?

Mantêm a tranquilidade e lembra te ainda és nova e tens muita vida pela a frente

Beijos Revoltados

Noquinhas disse...

Não acho que seja suficiente. Acho que ao amor tem que se juntar o cainho, o respeito, a lealdade, a tesão, no fundo um conjunto de factores que fazem a relação funcionar. Mas acredito sinceramente que só vale a pena lutar por uma relação quando o amor existe, o que me parece ser este o caso.

Deixo-te um beijinho cheio de força.

Break Silence disse...

Amiga ja te disse tudo o que te podia dizer. se precisares de desabafar ou apenas de uma voz amiga, liga.
Um beijinho doce e sereno para ajudar

Cadinho RoCo disse...

Da sua pergunta a resposta é não e já explico. Quem dá sustento a uma relação é o cada um de nós que é quem dá sustento ao amor. Agora, quando a porta do diálogo faz-se trancada, aí fica difícil, porque a comunicação é essencial para o entendimento e a tolerância não consegue frutificar quando encontra o desprezo.
Cadinho RoCo

Horácio Lobo disse...

Cutchi! Cutchi!!! :)
Vá lá, um pouco de ânimo...
Bjo

vagabundo disse...

Peço desculpa por isto mas ...

A resposta simples (e dura) à tua pergunta é não.

O ponto essencial que deves reter é que o amor que sentes é TEU. Pode estar é a ser mal aplicado em alguém que prefere queimar tempo com uma playstation e estar contigo (lamento, as quecas não contam ...).

Mais, não cometas o erro de pensar que é impossível sentires o que sentes por este rapaz em relação a outra pessoa. Só tens de ter o cuidado de não te tornar amarga.

E lembra-te que há muito mais vida na Terra ...

Esperando ter ajudado,

beijos simpáticos e empáticos

Mulher Pecadora disse...

minha linda, eu entendo.. eles as vezes não percebem que nos precisamos de ajuda..eu tb discuto muito porcausa disso.. primeiro é na ajuda pa fazer a comida.. que nunca aparece.. é sempre nessa altura que ele se lembra de ir ver os mails.. e/ou ouvir uma noticia muito importante na sport tv... :| e depois é a hora da refeiçao eu querio ver uma coisa e ele quer ver outra e sou sempre eu que cedo e deixo-o ver o que quer.. :S toma-me o comando e pronto n ha nd a fazer...:s nisso eles sao um pouco iguais.. secalahr a culpa ate é minha, porque na hora de levantar a mesa eu digo sempre " deixa que eu arrumo e vem dar me mimo.." enfim eles ficam mal habituados...
beijos e n desanimes o que tiver que vir vem por bem n te martrizes...
beijos cheios de mimos so para ti minha querida ;)

Lobo Urbano disse...

Borboleta,
que posso eu dizer?
Tenho uma opinião depois do que li que não ta vou dar. Mas talvez a percebas se fores ao meu blog e leres "Devaneios Moralistas". No entanto, e pelo que percebo estás a dar o teu melhor, e minha linda, só amor não chega, é preciso um bocadinho mais.
Beijos uivantes
Lobo

PS- O mail está a tua disposição

Sexhaler disse...

Acho que é a primeira vez que te comento, perdoa a intrusão... ;)

Compreendo a tua situação, mas porque não passo por ela! Não percebeste, né? Eu explico:
Antes de casar fiz um acordo com o meu marido: Tu cozinhas e eu lavo a loiça. Quando as coisas começaram a correr mal na aplicação prática deste acordo a minha comida começou a sair muuuito mal... intragável! Queres saber o resultado de oito anos de casamento? Ele cozinha (muito bem por sinal) e eu... tenho uma máquina de lavar loiça!
Todas as outras tarefas são divididas, não digo partilhadas porque não é o que acontece. A partilhar teríamos que ser os dois a fazê-las, nós escolhemos dividir: Ele cozinha, eu arrumo a cozinha, ele aspira, eu limpo o pó, eu ponho a roupa a lavar, ele estende e às vezes apanha... A única coisa que ele não faz (e eu não deixo!) é passar a ferro!
Somos uma equipa! Trabalhamos os dois fora e dentro de casa e só nos sentamos no sofá depois das nove da noite, quando o rebento vai para a caminha. e é nesta altura que cada um faz o que mais gosta, quer seja ler um livro ou jogar PS, conversar ou namorar... O ócio tem hora marcada lá em casa!

Menina... Trata de endireitar esse homem porque se chegarem a ter filhos, tás f... lixada com F grande!
Ele não é mais nem menos que tu: são iguais e deves exigir-lhe respeito. Tu trabalhas tanto como ele, se não te apetece fazer o jantar e ele te responde assim... vai jantar fora sozinha!
Pode ser que ele sinta a tua falta.

Qualquer coisa... conta comigo.
;)

Beijo

etur disse...

vida a dois nao e facil....todos os k aki comentaram têm razão....so nos pps poderemos saber o q fazer....e não é fácil!!!!

força

xana disse...

ola
isso não é uma relação de namorados de amigos de nada, apenas de empregada que por acaso ate dorme na mesma cama,já nem isso ele quer.. desculpa a frontalidade, mas tu não tens que pedir ajuda porque não tens a obrigação de fazer tudo sozinha como é obvio.. não és empregada dele nem mãe dele.Deverias ser amiga namorada amante companheira etc... assim não é relação, e não há amor que aguente

2 gajas super mega ri idiotas disse...

Minha querida Borboleta Endiabrada,

não sei se serei a pessoa mais indicada para te aconselhar, porque também eu e penso que muito gaja boa por aí, anda a sofrer da mesma dúvida.

Será o amor suficiente para aguentar uma relação?

Claro que sem amor nada existe, mas cada vez mais uma relação é vista sobre outros aspectos também. Antigamente, no séc. II a.c. é que as mulheres sofriam caladas e aguentavam tudo e mais alguma coisa. O marido era o dono e mais nada. Hoje em dia, é fifty fifty. Tudo é/tem de ser repartido em igual parte pelo casal. Os dois trabalham, os dois chegam a casa e têm de colaborar nas tarefas. Infelizmente muitos homens ainda têm uma mentalidade atrasada nesse aspecto e pensam que o trabalho doméstico é só da mulher.

Eu tenho filhos, tento educá-los a serem limpos e a colaborar e não consigo, quando está no sangue é muito difícil mudar.

Tenho tido alguns problemas com o meu gajo, mas nesse aspecto sou feliz porque ele sabe fazer de tudo numa casa e ajuda-me imenso nas tarefas. Podes crer que isto ajuda a superar outras coisas menos boas nele, tipo o génio que tem.

Antes de o conhecer vivi com uma pessoa que chegava e deitava-se no sofá a ver TV. Eu é que tinha de fazer comida, pôr roupa a lavar, estender, recolher e ainda chegava à hora da refeição e nunca comia comigo à mesa. Enchia o prato de comida e voltava para o sofá. Ia po-lo no trabalho, buscá-lo e às vezes ainda se exaltava se me atrasava no meu serviço a fazer alguma coisa! Só te digo, gostava dele, embora soubesse que não era com ele que queria passar o resto da vida, e com estas cenas as minhas certezas só aumentavam.

Não podes estar é sempre a discutir por esses motivos, e se experimentasses, ai não queres ajudar a fazer o jantar? ok, sentas-te a ver tv mais ele e comem pão e queijo.

Linda, amor com amor se paga e quando se está por fora é mais fácil falar.

Quando for eu a me queixar mais uma vez, aproveita e dá-me nas orelhas!
Bjs e fica bem,
Borboleta Azul

XupaNuPipi disse...

Primeiro uma piada para desanuviar-Não há nada pior que um porco machista do que uma Mulher que não obece :-).Agora, aresposta à tua pergunta é NÃO, o Amor não chega, especialmente se for só o Amor pelo outro e esquecermos aquele que devemos a nós próprios..sabes, usando uma metafora de borboleta, quando ela(a borboleta) sai do casulo, se alguem lhe toca, ou ajuda, ela nunca mais voará....pois bem, já me alonguei, e aqui fica um colinho e um carinho.Já agora, depois de um fim, sempre há um novo inicio.Abraços....

O amor é fodido disse...

Lamento ter que te dizer isto, mas amor não chega mesmo, é precisa cumplicidade, companheirismo,tolerância consideração. Não és escrava dele. Também já passei por isso e tive que gritar basta! O amor estava lá sim e por isso desperdicei muito tempo.
Cada um sabe de si e tu é que terás que ver se te chega viver assim ou se queres mais da tua vida

beijos

woman feelings disse...

Amor...coisa complicada...

Beijocas Borboleta!

Bom fim de semana e vai dançar um pouco :)))

Sophie disse...

É claro que amar não chega. Assim como sexo por si só não chega. Amizade, confiança… nada por si só chega para manter um relacionamento saudável.
Relativamente à tua situação posso dizer-te que se não cederes não vais conseguir. Eu sou perfeccionista (talvez o meu maior defeito) e o meu companheiro é hiper desleixado. Nos primeiros meses (20 ou 30) foi muito muito complicado para mim. Andava sempre atrás dele a arrumar o que ele desarrumava. Depois (e custou-me muito) tomei uma decisão: não arrumo mais nada. A páginas tantas a confusão era tão grande entre as coisas dele que não encontrava nada do que queria. Quando me vinha perguntar (porque como eu arrumava sabia sempre de tudo) e eu dizia que não tinha mexido… Ele começou a ser (um pouco) mais arrumado e eu aprendi a viver de forma menos controla e preocupada.
Não foi fácil, não é para nenhum perfeccionista, mas construir uma vida com outra pessoa é isso mesmo: combinar e encontrar um meio termo para cada lado.
Actualmente dividimos as tarefas assim: ele cuida dos cães, dos carros, do jardim e eu cuido da comida, da casa e da roupa. Injusto?? Talvez, mas conseguimos viver felizes assim e isso é o mais importante.

Beijitos.

Catarina Duarte disse...

Estas coisas dizem nos que o amor só nao chega... Era tudo tão mais facil de bastasse o amor.


Beijinhos*

Salve Jorge disse...

Não
Só amor não basta
Quando amor vem precedido de só
Já é sinal de que não basta
Fosse todo amor
Mas só não, só não basta
Amor só é fragmento de amor todo
De quando eram os dois a ignorar problemas
Porque problemas sempre existiram
E sempre existirão
A diferença é o quanto estavam dispostos a ser ignorantes destes por todo amor que tinham
Amar é todo dia
E não só quando se quer
Amar é dividir
E não só se concentrar no playstation
Ou na tv
Ou no que for.. só

Não tenho um consolo sequer para ti
Nem para o Miguel
O que posso dizer é que és magnífica
Como atestam todos esses que por aqui passam
E que não estás certa
Nem errada
E de ninguém é a culpa por ser de todos
Deixemos para lá o mundo da culpa
Achar culpados nunca resolve nada
O que resolve é diálogo
E ceder
Ceder de ambos os lados
O resto é resto
Isso eu atesto
Mas eu não presto
E só queria terminar isso aqui rimando
NO meu último gesto...

Xano disse...

Não te vou dizer que deves ou não ficar com ele, só tu podes decidir tal coisa. Mas digo-te que está mal ele “ajudar”. Eu aqui em casa faço, e ela também. Devo admitir que é ela a coordenar as coisas… hehehe. Agora também te digo que numa relação não há um culpado mas sim dois… sempre!
Quanto a pergunta, o amor não tem nada a ver com a possibilidade ou não de viver com a pessoa em questão. Podes amar essa pessoa e não conseguir viver com ela por este ou outro aspecto!

bjo

caty disse...

Ola passei por aqui e confesso que gostei muito do teu blog... espero que passes no meu e me adicones a tua listagem.
Olha eu sinceramente tb tenho uma relacionamento dificil...Penso que o amor é capaz de tudo mas por si so pode n resultar é preciso abrir mao de muito é preciso haver espiritos de partilha senao torna-se dificil!
beijoca cati

® Jasmin disse...

Minha querida:
Fiquei sem computador e estive umas semanas sem aqui vir. De repente vi uma série de posts em que não me pareces nada bem. A vossa relação está, de facto, a passar por uma grande crise. Acho que tens de pesar na balança se te compensa continuar assim. Pesa bem e vê o que é melhor para ti.
beijinho grande

Cadinho RoCo disse...

Se não tem novidades retorno depois.
Cadinho RoCo

TenTaTion disse...

Oiiii...
Olha...
Creio que o amor basta, se realmente bastar!! Entende? O amor dele basta? então não é necessário cobrar-lhe ajudas. O amor basta? Então saberás esperar o dia em que ele resolver te ajudar. Se tu quiseres chamar, bem, mas se ele não quiser ir? brigas?? Mas o amor basta??
Comece a ver as coisas de um angulo menos exigente e quem sabe dê certo...
Criar menos expectativas faz com que a gente se frustre menos..
Mas, quer saber...
Quando a gente está bolada com problemas de casal, nenhum conselho vale muita coisa...

Boa sorte pra vc, lindona.
Beijos


=]

Stranger à la carte disse...

Amor ou AMOR ou aMOR




...não chega *

D. Sebastião disse...

Acho q vocês têm conceitos de vida a dois muito diferentes. Ninguém vai mudar de um dia para o outro.

Se fazes disso um "cavalo-de-batalha" a relação vai para o lixo.

Qd dia a vossa actividade sexual mais frequente é foderem a cabeça um ao outro.

Tenta motivá-lo a ajudar em vez de cobrares qd n o faz senão só vão extremar as vossas posições. N há sexo, por maravilhoso que seja, que resista a isso.

Acredita que falo por experiência, 20 anos, coisa pouca.

Há gajos que simplesmente n foram educados para isso. Tens q ir com calma, senão... tens que arranjar outro que esteja nessa.

Repara q nem sequer digo q estás errada no conteudo, apenas na forma.

Beijinho

Masturbatrix disse...

Às vezes não é (seja lá o "amor" o que for..)...
É que há gajos que apreciam mulheres com odor a detergente e cozinhado e só mm isso lhes excita os sentidos...lol

Amsilva disse...

Não o amor não é suficiente, pode haver paixao, tesao e tudo o mais, mas se faltar cumplicidade, respeito, e entendimento no dialogo não ha amor que resista,pode ser muito satisfatorio ou mesmo optimo o tema de cama mas se nao houver o resto é uma relaçao condenada, a menos que se altere algo, ou seja neste caso a atitude dele...
peço desculpa pela intromissão mas já agora deixo-te uma pergunta mais: ele ama-te? ou só te usa?

Allex disse...

Oi,

É a primeira vez que venho a este blog por isso nao estou muito dentro do assunto.
Mas se a pergunta é se o amor resolve tudo... nao acredito.
As vezes a vida leva rumos que nem o amor consegue vencer.
É o que eu acho...

Miguel disse...

O Amor tem tolerância, compreensão, bom senso, partilha, carinho… O Amor é dar e receber. O Amor é fazer o outro feliz. O Amor é ser feliz dentro da felicidade do outro. Amor é dar a mão, dizer obrigado, fazer amor com os olhos, estar presente mesmo estando ausente. Não chega? O Amor chega sempre.
Ou não será mesmo Amor?
Pensa nisso.
O mundo está cheio de gente...

Quimera disse...

Minha querida, lamento ter que te dizer que por vezes o amor n basta p q uma relação funcione! Cmg n chegou! O único homem que realmente amei e q me amava acima de tudo hoje já n faz parte da minha vida! Tinhamos uma relação fantástica,eramos hiper-compatíveis. Contudo havia um lado obscuro na sua personalidade c o qual n consegui viver. Qdo tive a certeza disso, terminei a relação. N voltei a amar c essa intensidade mas apesar disso n me arrependo. Sei q sou mais feliz assim do q se estivesse c ele. No teu caso talvez os obstáculos n sejam tão grandes. Talvez devas tentar ultrapassá-los! Mas se n o conseguires, segue em frente, parte p outra! Acima de tudo n comprometas a tua felicidade em nome desse amor! O AMOR N É TUDO! Isso só nos livros e nas telenovelas, na vida real há outros factores a ponderar!
Jinhos, Be happy!

NM disse...

Bem, ás vzs ñ me apetece fazer muito, mas se tiver direito a um fellatio com todos... até pinto a casa se for preciso. Beijitos

Azael disse...

...posso entrar...


bati asas até aqui vindo de outras paragens...hummm bom inferno este!



Abraço Infernal:Lust